WhatsApp caiu? E agora? As panes e apagões nas empresas de tecnologia que colocam o mundo em stand by

Whatsapp

Na última semana tivemos um apagão das redes sociais do Facebook, incluindo o Instagram, o WhatsApp e o Messenger. O mundo parou por algumas horas, perdas enormes aconteceram no mundo dos negócios e o próprio Facebook, com o derretimento de 5% no valor das suas ações e prejuízo estimado na casa dos US$ 80 milhões apenas em publicidade.

No Brasil, o apagão nos serviços do Facebook foi estimado em R$ 130 milhões, segundo cálculos da ferramenta de monitoramento de panes cibernéticas NetBlocks.

Mas o que podemos aprender com isso?

Já dizia um velho ditado: nunca coloque todos os ovos na mesma cesta. De acordo com a nona pesquisa “O Impacto da pandemia de coronavírus nos Pequenos Negócios”, 70% dos pequenos negócios do Brasil vendem seus produtos online, conforme informa o especialista em negócios digitais do Sebrae, Ivan Tonet.

“Desse total, 84% se comunicam via WhatsApp, 54% via Instagram e 51% pelo Facebook. E o que este apagão deixou bem claro é que, apesar de redes diferentes, todas estão relacionadas à mesma empresa e, de certo modo, estamos reféns dela quando acontece um problema como esse.”

E o que podemos fazer para nos proteger de uma nova turbulência?

Primeiramente, a precaução. Ampliar os canais de comunicação da empresa e, em momentos de emergência, disponibilizar rapidamente uma alterativa.

1-) Um website da sua marca ou empresa pode salvar a sua comunicação e a segurança do consumidor

Sempre falamos da importância de as empresas terem suas próprias páginas na web, informando nela, de forma clara e direta, todos os canais de comunicação oferecidos ao consumidor. Além disso, uma página própria passa mais credibilidade e traz visibilidade nos buscadores.

2-) Soluções em E-Commerce, Lojas Virtuais, Marketplace e outros canais de vendas

Além do website, investir em soluções de E-commerce próprias ou incluir sua loja em um Marketplace pode ajudar a manter as vendas caminhando de forma mais independente. Já que não existem garantias nem agenda para eventuais incidentes e panes tecnológicas, além da diversificação dos canais de comunicação, os canais de vendas também precisam de um backup.

3-) Outros aplicativos de mensagens que podem ajudar neste momento

Telegram – Muito conhecido do público, possui uma opção para ser acessado pela web, assim como o WhatsApp. É criptografado, seguro e pode atender às suas necessidades.

Signal – Não tão popular por aqui, o App que ganhou “parabéns” de Elon Musk apresenta as mesmas funcionalidades e uma melhor edição de imagens.

Wechat – É o aplicativo mais utilizado no mundo, já que é o canal de comunicação preferido por mais de 1 bilhão de chineses. Uma curiosidade: você pode usar um ID ou um e-mail para criar uma conta, diferente dos outros aplicativos que usam seu número de telefone.

Viber – O aplicativo japonês foi criado na mesma época do WhatsApp, mas não ficou tão famoso. Possui as mesmas funcionalidades e também está disponível nas lojas de aplicativos dos principais smartphones.

Skype – Agora parte da Microsoft, este veterano da comunicação digital é mais conhecido para reuniões e vídeo chamadas. Ficou menos popular depois da chegada do WhatsApp, mas não deixa de ser uma opção bastante popular.

Seja qual for o caminho que você escolha, ter um plano B se mostra cada vez mais necessário!

Quer saber mais sobre o mundo do marketing e da comunicação? A Agência.bit está aqui para ajudar você a se preparar para o futuro!

Continue no blog e saiba muito mais!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *