Bloqueio criativo: para onde devo ir com o meu conteúdo?

Criar uma trilha de conteúdo é muito bom! Talvez seja o melhor momento do marketing para os criativos, aqueles que gostam de escrever, gerar materiais, produzir vídeos e compartilhar ideias.


Só que, até mesmo quem produz diariamente se coloca no papel do leitor e compreende as dificuldades de encontrar bons conteúdos em um mar de informações como a internet. Aí vem uma avalanche de dúvidas: O que tem maior ou menor aderência com o meu público? O que meus seguidores desejam consumir neste momento? Até quando posso produzir conteúdos sobre um mesmo assunto? Bate aquela insegurança!


Porque o marketing digital se tornou o novo outdoor das marcas, ele ganhou o papel de ajudar a apontar quem é o seu consumidor e o que ele deseja consumir, com base em dados e informações às quais nem todos têm acesso ou aptidão analítica para compreender.


Aí, com os olhos vendados, muitos criadores de conteúdo simplesmente torcem para que seja o começo de um longo relacionamento positivo, onde o público não se canse nunca do que o criador tem a oferecer.


Só que, em um mundo onde se produz cada vez mais conteúdo, o processo de atração do público para sua página ou canal é muito diverso. Ele pode chegar por uma #hashtag, por uma imagem ou banner que tenha gostado ou mesmo pela primeira frase do seu texto numa postagem de rede sociais. Ou seja, a “venda” daquele conteúdo é tão diversificada que pode ficar difícil conquistar a aderência dessa enxurrada de curiosos que chegam até ali.


Fazer o processo de criação de um conteúdo é como responder a perguntas imaginárias de um consumidor: entender suas dúvidas, suas dores e estar à disposição para ouvir e oferecer conselhos e soluções que sejam pertinentes.
Mas será que todo e qualquer conselho é pertinente para qualquer consumidor, em qualquer situação e a qualquer momento? Nem sempre isso acontece, não é?


Então o caminho do desenvolvimento de conteúdos se torna uma trilha com muitas bifurcações e poucas placas indicando o caminho. E como seguir em frente nesses momentos?


Vamos te ajudar com algumas dicas para conseguir entender o seu consumidor e encaixar as suas ideias na hora certa e de forma positiva:


1) Seja verdadeiro quanto ao seu conteúdo
Não produza conteúdos que não conversem com a sua marca, o seu produto ou o seu perfil. Não tente, por exemplo, encaixar uma publicidade em uma matéria isenta ou como “mais um vídeo normal do meu canal”. Não existe uma outra opção que não seja ser transparente, pois, cada vez mais as pessoas conseguem compreender se estão sendo impactadas por marcas com valor reais, propagandas ou informações e opiniões sinceras.


2) Esteja aberto ao diálogo
Quando você inicia uma conversa ela pode tomar rumos que você não espera. Ter uma pessoa responsável por cuidar e gerenciar a comunicação com o seu público é muito importante. Na internet a máxima “falem mal, mas falem de mim” gera prejuízos gigantescos. Então trate a sua comunicação e seu público com tanto carinho quanto seriedade e saiba escutar suas necessidades e seu feedback. A sua comunidade também poder ser uma fonte muito rica de inspiração para o seu conteúdo!


3) Avalie o momento
É sempre bom contar com o bom senso antes de uma postagem. Muitas vezes uma ideia ou mensagem podem até fazer sentido, porém não chegam no momento adequado. Por exemplo, falar apaixonadamente sobre a segurança do transporte aéreo logo depois de um grave acidente não é respeitoso nem delicado. Não deixe de produzir o seu conteúdo, com o contexto correto e de forma respeitosa, porém a opção de guardá-lo e utiliza-lo em um momento mais propício pode ser a mais acertada. Avalie com cuidado.


4) Utilize o humor com consciência
As redes são ambientes muito variados e, por isso, tratar os mais diferentes assuntos com leveza e bom humor costuma ser uma boa ideia. Porém, é preciso estar ciente de que nem tudo é brincadeira e o seu público espera informação e posicionamento verdadeiros. Mesmo os assuntos mais complicados podem ser abordados de forma leve, desde que, mais uma vez, você tenha a sensibilidade necessária para fazê-lo. A melhor forma para entender o teor correto para o seu conteúdo em cada momento depende diretamente de se aproximar e conhecer cada vez melhor o seu público. Mais uma vez, esteja sempre aberto a escutar!


5) Olhe para o lado, não se feche
Sempre vai ter uma ideia legal para inspirar a sua produção de conteúdo. Manter-se atualizado e de olho em tudo ajuda muito a descolar boas fontes de inspiração. Porém, lembre-se: copiar, jamais!


Gostou das nossas dicas? Então continue acompanhando o Blog da Agência.bit para saber muito mais sobre comunicação e marketing digital!


E, se você está com dificuldade de gerar conteúdos que impactem seus consumidores, fale com a gente! Temos uma equipe especializada em tornar seu conteúdo especial para os seus seguidores!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *