Clubhouse – você já ouviu falar!

Com certeza você ouviu falar de Clubhouse nesta semana. A rede social do momento funciona como um clube vip, onde você só entra se for convidado e no momento somente para Iphone pois ainda está em fase de testes.

Cada novo integrante que começa a usar o Clubhouse ganha mais dois convites para enviar para os amigos. O que torna o convite ainda mais exclusivo e acredite, já tem gente vendendo os convites por mais de 200 reais.

A plataforma funciona por meio de clubes e salas em grupo em que os participantes só podem se comunicar por áudio — o app não permite o envio de fotos ou mensagens de texto nas conversas.

Além disso, os chats ocorrem sempre ao vivo, e as salas possuem os “speakers”, usuários que podem falar durante a conferência, e os “listeners”, que são os ouvintes da conversa.

Aí está a primeira vantagem. Esqueça filtros e não precisa se preocupar com o cabelo, é uma rede de áudio. O que vale são suas ideias. Treine a oratória e tenha conteúdo, ninguém gosta de ouvir alguém falando de si mesmo.

No geral, o app é uma mistura de conferências de áudio, podcasts e chamadas ao vivo: a rede social permite criar grupos ou eventos para discutir um tema específico, que é sugerido ao usuário baseado nos tópicos de interesse selecionados ao criar um perfil na rede social — de maneira similar ao que acontece com as sugestões da aba “Para Você” do TikTok, por exemplo.

No Brasil já tivemos personalidades como Luciano Huck e Pyong Lee realizando bate papos, mas o barulho de verdade começou quando Elon Musk fez um bate papo informal que atraiu mais de 05 mil pessoas como ouvintes.

Você pode atuar como speaker através de um ícone de mão e pedir a palavra. Se o moderador permitir você entra no papo e expõe seus pontos de vista. Ou criar sua própria sala!

Em um mundo tão instagramável é bom saber que as pessoas querem expressar suas opiniões também. Vamos observar este movimento e entender como as empresas podem conseguir bons resultados.

Novas redes trazem novas possibilidade e novos desafios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *