Dia Internacional da Mulher – Quem é esta nova consumidora?

Na semana em que comemoramos o Dia Internacional da Mulher, no dia 08 de março, nosso blog não poderia deixar de falar sobre esta importante data e sua influência na comunicação.

Considerando os dados oficiais disponibilizados pelo IBGE, as mulheres já correspondem a mais de 50% da população brasileira e chefiam aproximadamente 40% dos lares do país.

 No Brasil, as mulheres possuem mais anos de escolaridade (15,8 frente a 15 dos homens) e maior média de anos de estudo, além da formação básica (8,1 anos contra 7,6 dos homens).

Você pode nos perguntar, mas para que me serve toda essa informação?

Para definir sua mensagem. As mulheres são muito mais ativas nas redes sociais, acessam mais blogs e buscadores, etc. Elas, de alguma forma direta ou indireta, são parte do seu público-alvo.

Sabendo dessas informações, podemos imaginar que a possibilidade da sua empresa ser procurada por uma mulher seja muito grande.

Elas no comando

No mercado B2C as mulheres estão no comando. Elas consomem mais, porém se mostram mais conscientes. Compram mais produtos online e são mais decididas quanto às marcas e produtos que escolhem e consomem.

Já no ambiente B2B, mesmo que elas muitas vezes ainda não sejam a pessoa responsável pela decisão final de compra, com certeza serão importantes influenciadoras.

É inegável que o posicionamento de qualquer marca não pode excluir completamente a influência das mulheres sobre a decisão de compra.

Um outro posicionamento e visão de mundo

Outro ponto que merece cada vez mais destaque é que a mulher também mudou a sua visão de mundo.

O velho dogma da mulher bela, recatada e do lar, das décadas vividas por nossas mães e avós, caiu por terra para uma esmagadora parcela das mulheres.

Elas querem produtos e serviços que entendam este novo momento e a linguagem visual também precisa estar próxima a sua realidade.

Neste novo cenário um detalhe chama muita atenção: a linguagem também está passando por muitas mudanças.

Termos como igualdade e sororidade são cada vez mais comuns em seu discurso e, tanto as empresas quanto os agentes de comunicação, têm que estar atentos para não incorrerem em mensagens que possam gerar algum desconforto para a nova consumidora.

As mudanças de atitude e os movimentos sociais acontecem constantemente e compreender a mulher da nova era e seus anseios é um grande e importante desafio. Esteja ligado no mundo a sua volta e conte conosco para continuar evoluindo e inovando, neste e em todos os outros dias!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *