05 dicas do que NÃO fazer para conseguir engajamento

Engajamento é o maior desejo das empresas em suas postagens nas redes sociais, afinal, ele faz parte das métricas e KPIs que indicam seu perfil está no caminho certo, criando conteúdo relevante e interessante para o seu público.

O que vem acontecendo é que muitas empresas acabam caindo em armadilhas para conseguir alcançar este número de forma mais rápida.

Segue algumas dicas do que NÃO fazer para obter um resultado “fake” em suas redes.

  • Comprar seguidores

Esta prática errada ainda continua fazendo muito sucesso, infelizmente. Muitos empreendedores abrem suas contas nas redes sociais e, em questão de dias, já possuem milhares de seguidores, deixando muitos concorrentes assustados. Cuidado! O seu público não é real, e pode estar muito longe de estar interessado nos seus conteúdos. Com isso, os números também não são reais e os dados que você obtiver com esta base de dados não auxiliarão em suas estratégias futuras.

  • Usar #hashtags da moda

 Usar as “hashtags do momento” – o que, nas em redes sociais, significa diversas mudanças em um único dia – não necessariamente ajuda você a crescer ou engajar. E, na maioria das vezes, aceitar uma abordagem que não está no DNA da marca pode trazer consequências erradas, como atrair um público que não é o correto para sua marca, afastando seu consumidor real.

  • Gerar ou participar de Polêmicas

Tem gente que tenta de tudo para atrair seguidores, inclusive entrar em polêmicas desnecessárias. Se por um lado é bom para atrair a atenção, por outro é o tipo de ação que não se sustenta. Assim como as #hashtags, a polêmica tem pouco tempo de duração e os efeitos podem ser devastadores no caso de um posicionamento superficial ou ruim. Se o assunto não tem relação com a sua marca, não está alinhado com o seu discurso ou se sua comunicação não está preparada para se aprofundar no assunto, não se envolva.

  • Abraçar causas aleatórias

Na última semana vimos um banco ter sua imagem arranhada por conta de uma postagem para apoiar a “Segunda sem carne.” O olhar do marketing viu neste público uma causa interessante para ser abraçada, mas, por outro lado, os pecuaristas e o mercado do agronegócio eram alguns dos maiores clientes da empresa… e não gostaram nada da ação! “Abraçar um causa” recebe esse título por um motivo: não basta apenas falar que apoia ou agir impulsivamente, trata-se de uma relação que deve ser sincera, espelhar a sua imagem e fazer sentido para você, seus colaboradores e diversos outros públicos. É algo que deve ser feito com muita seriedade.

  • Copiar seu concorrente

Seja no design, estilo de postagem ou no conteúdo, as pessoas percebem quando uma empresa tenta se apropriar de um estilo que não é o dela. Em alguns casos este “roubo” é até estratégico é parte consciente das ações das empresas, que concorrem diretamente entre si. Exemplo clássico: as ações de Burger King e McDonald’s utilizando o layout alheio para se “cutucar” agressivamente. Mas, fora nestes casos muito específicos, geralmente esse tipo de “ctrl c + ctrl v” não é bem aceito.

Ter consciência do perfil da sua empesa, da sua imagem e da visão do seu público é o primeiro passo para compreender o caminho que seu conteúdo deve seguir.

Que gerar mais engajamento? Então entenda que essa é uma estratégia de longo prazo, que depende de conteúdo relevante e interessante para o seu público-alvo, que vai conseguir gerar bons resultados no médio ou longo prazos.

Não procure atalhos, fale com nossa equipe e tenha um time de especialistas pronto para cuidar da sua comunicação estratégica!

Conheça a Agência.bit.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *